Site Overlay

Apenas Lula venceria Bolsonaro em um segundo turno nas eleições de 2022, diz pesquisa

Pesquisa Atlas divulgada nesta segunda-feira (10) apontou que apenas o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) venceria o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em um possível segundo turno nas eleições de 2022. Outros dois possíveis concorrentes do ex-capitão aparecem numericamente à frente nas simulações do levantamento, mas dentro da margem de erro, que é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

No primeiro turno, o atual presidente lidera numericamente a corrida em qualquer situação. Porém, com Lula ele aparece em empate técnico. Em março, Bolsonaro aparecia com 32,7% das intenções no primeiro turno e hoje ele subiu para 37%. Após reconquistar seus direitos políticos, Lula também aumentou sua popularidade, e foi de 27,4% para 33,2%.

:: Ataques de Bolsonaro à China atrasam ainda mais a vacinação no Brasil, critica médico ::

imagem11-05-2021-09-05-03 Cenário de primeiro turno simulado em pesquisa Atlas divulgada nesta segunda-feira (10) / Reprodução

 

Com o petista e o ex-militar liderando a pesquisa, a distância para o terceiro lugar aumentou. Em março, o ex-juiz Sergio Moro (sem partido) tinha 9,7%. Na nova pesquisa, o terceiro lugar passaria para o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), com 5,7%. Atualmente, Moro teria 4,9%.

Porém, em um possível segundo turno, a situação mudaria. A pesquisa mostra que o ex-presidente aparece com 45,7% das intenções de voto e Bolsonaro, com 41%. É o único possível candidato que superaria Bolsonaro com uma vantagem acima da margem de erro.

imagem11-05-2021-09-05-06 Lula venceria Bolsonaro em um segundo turno, de acordo com pesquisa / Reprodução

Quando o quesito é a rejeição, Lula e Bolsonaro aparecem numericamente empatados no levantamento. Quando questionados sobre se tinham uma imagem positiva ou negativa deles, 57% desaprovaram o atual presidente, enquanto 56% tinham uma imagem negativa de Lula.

imagem11-05-2021-09-05-08 Bolsonaro e Lula têm um nível de rejeição parecido, mostra pesquisa / Reprodução

A pesquisa ouviu 3.828 pessoas entre os dias 6 e 9 de maio por meio de questionários aleatórios via internet. As respostas foram calibradas por um algoritmo de acordo com as características da população do Brasil.

Edição: Vinícius Segalla

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *