Site Overlay

Copa América começa em Brasília, com estádios vazios, protestos e disputas judiciais

Começa neste domingo (13), às 18h, em Brasília, a 47ª edição da Copa América, com sede no Brasil e jogos em Brasília, Cuiabá, Goiânia e Rio de Janeiro. O jogo de abertura será entre Brasil e Venezuela, no Engenhão, no Rio, mas para o campeonato que é sempre motivo de celebração para o povo brasileiro que ama o futebol, o cenário deste ano é outro.

A Copa América só está acontecendo no Brasil porque dois outros países que deveriam sediar o evento – Colômbia e Argentina – desistiram de última hora. O motivo para isso, em uma palavra: pandemia. O Brasil, então, achou por bem tomar para si a tarefa, sem que tenha feito qualquer planejamento prévio para tanto. Além, é claro, dos quase 500 mil mortos em sua lista de vítimas fatais do vírus e das decisões que tomam as autoridades federais responsáveis pelo seu combate. 

::O "clima" da Copa América: delegação infectada, vacinação realocada e protestos::

Assim, começa neste domingo a Copa América, com as arquibancadas vazias, em meio a críticas, protestos, ameaça dos jogadores da seleção de não entrar em campo e até ações judiciais. 

Autorizar ou não autorizar, eis a questão

A confirmação da Copa América veio em 31 de maio deste ano. Desde então, a realização do evento foi colocada em xeque devido ao colapso na saúde, que o país enfrenta. Três ações chegaram ao Supremo Tribunal Federal (STF) para que o evento fosse cancelado no Brasil. Na última última quinta-feira (10), quatro dias antes do início do torneio, a corte suprema do país decidiu por sua própria incompetência (processual) para decidir se um campeonato de futebol pode ou não acontecer no país.

O Supremo proferiu decisão no serntido de exigir que o poder público planeje e cumpra medidas sanitárias para evitar os riscos de contaminação da covid-19, sob pena de multas e eventual responsabilização dos culpados…

Já nas cortes estaduais de Justiça de cada sede da Copa, há ações das promotorias estaduais tentando interromper o torneio, que seguira sob insegurança jurídica até o seu final. 

::Deputada vai ao MP por nova ação judicial para barrar Copa América no Rio de Janeiro::

De qualquer forma, no que se refere a futebol, o Brasil é franco favorito na partida deste domingo, contra uma seleção que jamais venceu a competição, e também um dos favoritos para a conquista da Copa.

O técnico Titi  praticamente não teve problemas para montar a equipe da Copa América. Dos atletas habitualmente convocados, somente o lateral Daniel Alves, que se recupera de lesão, não foi chamado. Danilo e Emerson são as opções para o lado direito do setor defensivo.

Edição: Vinícius Segalla