Site Overlay

Covid: Paraná tem maior média móvel de novos casos e mortes no país

O Paraná aparece nesta semana com a maior média móvel de casos novos de coronavírus em todo o Brasil.

Segundo informações do Farol Covid, da plataforma CoronaCidades, o estado tem a maior média móvel de contaminações pelo novo vírus em todo o Brasil, além de ser também um dos estados com maior crescimento de mortes. Nos últimos sete dias, a média móvel de novos casos por 100 mil habitantes é de 100,53, mais que o dobro do segundo da lista, o Acre, com 42,36.

A média móvel de novas mortes por 100 mil habitantes dos últimos sete dias também é a maior do país: 1,35. 

O estado teve recorde no número de mortes registradas por covid em 24h por dois dias seguidos. Nesta quarta-feira (10) foram registrados no estado 8.345 novos casos e 244 mortes pela doença, o maior número de óbitos registados em um dia desde o início da pandemia. Os dados são do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

O recorde anterior havia sido registrado na terça-feira (9) com 212 mortes por covid-19 e 5.349 casos registrados pelaSecretaria de Estado da Saúde do Paraná (Sesa). 

Na semana passada, o secretário de Saúde Beto Preto e o governador Ratinho Júnior (PSD) anunciaram medidas restritivas. Porém, novo decreto foi publicado na sexta (5), em que o governo volta a permitir a abertura de atividades a partir do dia 10, autorizando a volta do comércio e de aulas presenciais.

Brasil de Fato Paraná entrou em contato com a Sesa para saber se, mesmo com o recorde de casos, o decreto continuaria valendo e quais as medidas para conter crescimento da pandemia. Abaixo, a resposta da Sesa. 

“Assim como ocorre há um ano, o governo do Estado e a Secretaria de Estado da Saúde seguem ativando leitos, equipando hospitais, viabilizando aquisição de medicamentos, EPIs e outros insumos para o enfrentamento à doença. Além disso, atua de forma massiva na comunicação por meio de campanhas educativas e orientativas para buscar a conscientização das pessoas sobre os cuidados para evitar a transmissão do vírus. A decisão anunciada pelo governador na sexta-feira (5) foi em acordo com o secretário de Saúde, Beto Preto. As medidas são determinadas por meio de Decreto assinado pelo governador e caso ocorra alguma alteração, será anunciada pela assessoria do governo do Estado.”

Fonte: BdF Paraná

Edição: Leandro Melito, Frédi Vasconcelos e Lia Bianchini

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *