Site Overlay

Jacob Blake está paralisado após ser alvejado por policial em Wisconsin

Homem levou 8 tiros nas costas e suscitou uma nova onde de protestos contra a polícia nos EUA.

O homem negro que foi alvejado nas costas, por um policial em Wisconsin, está paralisado da cintura para baixo, segundo informações partilhadas pelo seu pai

Jacob Blake, de 29 anos, foi alvejado no domingo, e segundo a mesma fonte citada pelo jornal Chicago Sun-Times, os médicos ainda não sabem se as lesões são permanentes ou não.

O pai de Jacob Blake afirmou que foi informado que o seu filho foi baleado oito vezes. Este afirma que o filho tem “oito buracos” no corpo e que está paralisado da cintura para baixo.

“Quero pôr a mão no peito do meu filho e beijar sua testa, e sei que depois tudo ficará bem”, afirmou o homem.

O pai, que também se chama Jacob Blake e que viajou desde Charlotte, no estado da Carolina do Norte, até Kenosha para acompanhar o seu filho, contou que foi informado sobre o incidente no domingo à noite e que, alguns minutos depois, viu o vídeo que circulava nas redes sociais e que foi divulgado pela imprensa americana.

Jacob Blake, de 29 anos, foi hospitalizado em estado grave na noite de domingo, após ter sido alvejado pelas autoridades com múltiplos tiros. Os motivos dos disparos  ainda são desconhecidos.

Um vídeo do incidente, que foi divulgado nas redes sociais, mostra dois agentes da polícia armados seguindo Jacob Blake, que se dirigia para o carro. Quando ele entra no carro, um dos policiais agarre sua camisa e dispara, pelo menos, sete tiros. 

O pai de Jacob Blake questiona a violência utilizada contra o filho. “O que é que justifica todos aqueles disparos?”, pergunta, citado pelo NY Post.

Esse é o segundo caso de grande repercussão nos últimos meses nos Estados Unidos. O primeiro foi a morte de George Floyd, que morreu sufocado pelo joelho de um policial. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *