Site Overlay

Jean Wyllys anuncia saída do PSOL e filiação ao PT

O ex-deputado federal Jean Wyllys (PSOL) anunciou nesta quinta-feira (20) que vai se filiar ao Partidos dos Trabalhadores. Ele declarou a mudança em entrevista à Revista Veja e comentou o assunto pelas redes sociais.

Wyllys está fora do Brasil desde 2019, quando decidiu deixar o país após uma série de ameaças do morte contra ele e família. "As pesquisas mostram que Lula é o único capaz de tirar Bolsonaro do poder. Agora é hora de formar uma frente democrática, não fragmentá-la", afirmou.

Só quero saber do que pode dar certo, não tenho tempo a perder https://t.co/K25lsa8Cr5

— Jean Wyllys (@jeanwyllys_real) May 20, 2021

::Márcia Tiburi e Jean Wyllys falam sobre exílio do "Brasil de Bolsonaro"::

Na entrevista, ele disse ainda que não pretende se candidatar a cargos eletivos, mas que não deixará a "política ampla". A ideia é ajudar na construção de um plano de governo comprometido com os direitos humanos e uma agenda econômica sustentável. O ex-parlamentar também defendeu o combate às fake news.

"Sou um estudioso que analisa o que vem acontecendo no Brasil, mas não tenho o desejo de voltar a concorrer. Hoje, o que quero é ajudar a reconstruir o Brasil e abraçar a minha mãe”, disse à publicação.

Jean Willys vive hoje na Espanha, onde conclui um doutorado em Ciências Políticas. Ao deixar o país, ele abandonou o terceiro mandato como deputado federal pelo PSOL. "Fui obrigado a deixar o país porque a (ex-vereadora carioca assassinada) Marielle, minha amiga e companheira de partido que vivia na mesma cidade que eu, foi executada sem receber uma ameaça de morte sequer, e eu tinha várias delas. O exílio tirou de mim o convívio com os amigos e a família”, afirmou.

::24/01/2019: Ameaçado, Jean Wyllys abre mão do mandato na Câmara e anuncia saída do Brasil::

Edição: Vinícius Segalla

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *