Site Overlay

Leandra Leal e Zélia Duncan criticam Bolsonaro: "Não foi uma escolha difícil"

A atriz Leandra Leal e a cantora e compositora Zélia Duncan subiram o tom neste sábado (26) contra o governo federal e fizeram críticas públicas e contundentes ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido). 

A manifestação da atriz foi ao ar pelo programa Altas Horas, da TV Globo, e ganhou apoio entre outros artistas, que compartilharam o vídeo em suas redes sociais.

O discurso forte de Leandra Leal no Altas Horas. Atriz intensa, que representou lindamente, no filme "Zuzu Angel", a minha cunhada, Sônia Angel, barbaramente torturada e assassinada por obra e desgraça de Brilhante Ustra, a grande admiração de Bolsonaro. pic.twitter.com/qWAgKmDXyc

— Hildegard Angel (@hilde_angel) June 27, 2021

"Como a gente deixou o Bolsonaro ser eleito presidente?", indagou. "Ele já falava sobre preconceito, ele já destilava seu ódio, ele já falava sobre homofobia, ele já espalhava fake news. Não foi uma escolha difícil", afirmou referindo-se, sem citar, ao ao editorial do jornal O Estado de S.Paulo intitulado "Uma escolha muito difícil", publicado antes do segundo turno presidencial de 2018, entre Bolsonaro e o petista Fernando Haddad.  

"Espero muito que essa seja uma lição nesse momento. Todos nós precisamos votar com consciência", finalizou. 

"Um conquistador que não conquistou nada"

Já a cantora Zélia Duncan divulgou um vídeo em sua conta no Instagram no qual dispara críticas ao bolsonarismo e a gestão da pandemia pelo governo federal..

Ela disse ter ficado horrorizada quando viu o presidente tirar, na semana passada, a máscara de uma criança durante visita oficial ao Rio Grande do Norte. "O bolsonarismo de raiz é uma coisa impermeável e terrível", disparou. 

A cantora classificou as aparições públicas do presidente em meio a apoiadores como "um desperdício de testosterona". "Andar a cavalo no meio das pessoas, como um conquistador que não conquistou nada há 28 anos".

Edição: Sarah Fernandes