Site Overlay

Livro analisa concepções de escola e educação elaboradas por Gramsci

Com o objetivo de analisar as concepções de escola e de educação elaboradas por Antonio Gramsci, o livro Intelectuais, Educação e Escola: um estudo do Caderno 12 de Antonio Gramsci, de Giovanni Semeraro, aparece para preencher uma lacuna, com um estudo filológico, histórico e teórico do Caderno 12.

Ele explicita a gênese, a composição e a estrutura, o léxico e a elaboração conceitual, a articulação interna das partes e a conexão com os outros escritos do autor, a posição crítica de Gramsci diante das teorias pedagógicas vigentes no seu tempo e o impacto das suas propostas revolucionárias.

O autor do livro mostra uma grande massa de materiais gramscianos, mesclando não apenas os cadernos escritos na cadeia, mas também a correspondência e os textos pré-carcerários, além de extensa bibliografia adicional.

:: Artigo | Dia do Livro: nós que amamos a revolução, resistiremos e venceremos ::

A ideia dele é reafirmar a importância política, filosófica e pedagógica de leituras densas, que respeitem plenamente as condições de redação dos textos de Gramsci, que relacionam as questões trazidas por ele aos diversos contextos em que produziu sua obra.

Sendo assim, o autor aborda o conjunto da obra gramsciana para sua análise dos intelectuais, da educação e da escola. 

O autor Giovanni Semeraro é doutor em filosofia política e em educação pela Universidade Federal Fluminense (UFF/RJ), tem doutorado sandwich pela Università degli Studi di Padova (1996) e pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1998).

Ele também é professor associado de filosofia da educação na Universidade Federal Fluminense (UFF), atua na Graduação e Pós-Graduação, é Pesquisador do CNPq e Coordenador do Núcleo de Estudos e Pesquisa em Filosofia, Política e Educação (NUFIPE).

Edição: Leandro Melito