Site Overlay

MG: Governador anuncia medidas restritivas para regiões Noroeste e Triângulo Norte

Em coletiva realizada nesta quarta-feira (3), o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (NOVO), passou as últimas definições do Comitê Extraordinário da Covid-19 com relação ao plano Minas Consciente – plano de retomada das atividades econômicas no estado durante a pandemia.

Uma nova classificação, além das outras três existentes (Verde, Amarela e Vermelho), foi estabelecida pelo governo estadual: a Onda Roxa, que caracteriza regiões em que a rede de saúde esteja em colapso ou quase colapsando. As medidas de restrição serão estabelecidas por 15 dias. No Programa Minas Consciente cada "onda" impunha orientações para as regiões em determinada classificação. A Onda Roxa coloca medidas mais restritivas que as anteriormente.

imagem03-03-2021-22-03-03 Tabela de orientações para cada onda no plano Minas Consciente / Imagem: Governo de Minas

Panorama

"Estamos assistindo uma segunda onda, muito mais intensa que a primeira", afirmou Zema. O governador comentou que as expectativas do ano passado eram de um aumento progressivo de casos, e depois uma queda, mas que uma segunda onda não era esperada. Ele associou a nova onda a nova cepa do vírus registrada. 

Em sequência, deu um panorama das previsões de vacinação no estado. Com uma análise otimista, acredita que o Ministério da Saúde irá distribuir 80 milhões de doses da vacina contra a covid-19 no bimestre março-abril, ou seja, quatro vezes mais que no bimestre anterior.

De acordo com o governador, todas as pessoas com mais de 60 anos serão vacinadas nesse período, o que terá impacto positivo direto no sistema de saúde.

Zema e o secretário de estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, reiteraram que o objetivo do governo é reestabelecer a capacidade da rede de saúde de cada região. O governador afirmou que o número de UTIs e leitos de enfermaria foram dobrados e que não houve desassistência em massa como em outros estados. "Tudo que podia ser feito, foi feito", resumiu.

Onda Roxa

Agora, a adesão ao programa estadual Minas Consciente deixa de ser opcional caso a região for classificada como "Onda Roxa". Isso porque, conforme Zema, as ações de combate a pandemia não podem mais se restringir aos municípios, visto que o colapso é geral.

No momento, estão classificadas como "Onda Roxa" as regiões Noroeste e Triângulo Norte. As regiões em vermelho Triangulo Sul, Norte e Leste do Sul estão em observação. 

A classificação da região é feita pelo Comitê Extraordinário da Covid-19 e as medidas de restrição serão estabelecidas, quando necessárias, conforme o critério de avaliação.

Medidas de restrição

Serão impostas as seguintes medidas de restrição para os municípios nas regiões da Onda Roxa durante 15 dias: * Proibição da circulação de pessoas e veículos para atividades não essenciais; * Toque de recolher entre 20h as 5h; * Proibição de circulação sem uso de máscaras em qualquer lugar público ou coletivo, ainda que privado; * Proibição de circulação de pessoas com sintomas gripais [menos em situação de busca por assistência médica]; * Proibição de reuniões presenciais, inclusive de familiares que não coabitam; * Proibida qualquer tipo de evento público e privado que possa acarretar em aglomeração.

Além disso, os prefeitos têm a liberdade para decretarem as medidas de restrição mesmo que o município chefiado não esteja na Onda Roxa.

Expectativas 

A expectativa do Governo de Minas é que, com essas medidas, o número de ocupação de leitos e de óbitos por pacientes com coronavírus se reduza.

A subsecretária de estado de Vigilância em Saúde, Janaína Passos, alertou, também, que os munícipios se preparem para receberem mais doses da vacina esse mês.

Fonte: BdF Minas Gerais

Edição: Elis Almeida e Poliana Dallabrida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *