Site Overlay

Voo é cancelado no Canadá depois de bebê se recusar a usar máscara

O pai diz nunca ter visto nada assim

Um voo da companhia aérea WestJet foi cancelado, no Canadá, na última terça-feira (8), depois de ter ocorrido um desentendimento sobre o uso de máscara por parte das crianças. Safwan Choudhry estava viajando de Calgary para Toronto acompanhado pela mulher e as duas filhas, de 19 meses e três anos de idade, quando o incidente ocorreu.

Pouco antes da decolagem, uma assistente de bordo aproximou-se da família e exigiu que a criança mais velha – de três anos – que estava a comer, pusesse a máscara, contou Safwan à BBC.

Quando perguntou se a menina podia acabar de comer o snack primeiro, foi informado que a companhia aérea tinha “tolerância zero” e não iria fechar a porta do avião enquanto ela não colocasse a máscara. O homem concordou e conseguiu pôr a máscara à filha mais velha, após algum protesto da pequena. No entanto, a bebê de 19 meses teve “muita dificuldade” e estava tão “histérica” que vomitou quando tentaram fazer o mesmo, explicou.

A tripulação, alega o homem, tornou-se agressiva e disse à família que tinham que sair do avião porque a filha mais nova se recusava a usar a máscara. “É algo como nunca vira, quanto mais que tenha experienciado”, disse.

A família eventualmente concordou em sair do avião, segundo Safwan, mas a situação nesse momento já tinha escalado e a tripulação já não se sentia segura depois de vários passageiros protestarem em defesa da família.

“Devido à tensão da situação a bordo, a nossa tripulação sentiu-se desconfortável de operar o voo que acabou sendo cancelado”, explicou o porta-voz da WestJet.

A família ainda se encontra em Calgary, não lhes tendo sido oferecida nenhuma alternativa de transporte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *